Poema Convidado

Por Medo da Pressa

“Eu costumo trocar textos com alguns amigos e vez por outra me pego com um poema que eu preeeciso reler mil vezes, pois é exatamente algo me toca, me tira o ar. É o caso do texto de hoje, eu precisava mostrar pra você leitor(a), assim que li, das mil coisas que pensei foi: tenho que postar no blog. Eu sei que você vai amaar o texto que segue”  Vitória Cabral

foto

Nunca pense que não podes voar
Não segure seu lindo sorriso, mesmo que por detrás haja mágoas
As coisas são feitas pequenas, constroem-se
Não duvide do seu coração, ainda que pareça doer
Ele lhe entende melhor que sua lógica
As grandes pessoas são as que tomam grandes decisões
Pois procuram incessantemente a simplicidade das coisas
Mesmo que duvides de si mesma
Ame essa dúvida, ela tem a resposta; aponta para dentro de você
O destino é algo imenso e há muito tento adivinhar o meu, sempre vejo uma variável como resposta…
Quando estou distante, não sei se você sente minha falta, pareço esquecer-te
No entanto, ao deparar-me contigo sinto que nada mudou; é instintivo
Acho que preciso de apenas uma dose sua…
Não quero fechar a porta para reabri-la novamente
Minha razão acusa o que é certo
e meu coração o que deveria ser loucura
Não preciso de alguém, não quero que alguém me saiba, isso me incomoda
Eu preciso de você. 

victor

 

Deixe uma Resposta