Antes de dormir

Por Vitória Cabral

82aae6806f8bbb93c55084f6c14eed96

Era o mistério que cercava, fazendo bagunça dentro e fora de si.  Vivia como que tentando entender o único coração que lhe era nesse tempo. Andava cheia de pensamentos, saltando-lhe a vista, girando a cabeça e prendendo o ar.

Sim, todos a diagnosticavam com uma síndrome de caso perdido de quem sonha de olhos aberto. Quanto mais o vento soprava mais sua cabeça girava, mais aquela música fazia fundo pros seus pensamentos, mas as ideias se distorciam deixando um buraco negro dentro do peito.

Antes de dormir sempre calhava de pensar que todo mundo tem esse buraco negro no meio do peito e que por ele ser tão forte cada um tenta sanar esse infinito com o que tiver em mãos. Mas ela, estranhamente, queria muito senti-lo, não que gostasse, mas era uma necessidade. Até entender que perder-se é o caminho em encontrar-se.

2 Comentários on Antes de dormir

  1. Beatriz
    outubro 28, 2015 at 7:35 pm (2 anos ago)

    é na hora de dormir que tudo que a gente evita durante o dia vêm a tona: o vazio que é cheio de dor. Belas palavras.
    Beijo,
    @paraisodemenina

    Responder
    • Vitória Cabral
      outubro 30, 2015 at 1:07 pm (2 anos ago)

      É sim, tantas coisas que vão passando pela mente até que a gente se embale no sono.
      Bjs ♥

      Responder

Deixe uma Resposta